domingo, 15 de maio de 2016

Sentimento submerso

mar de palavras


Eu sei que deveria estar focando no hoje, mas também sei que deveria ter seguido em frente a anos. Eu sei. Não sou irracional, tenho noção deste sentimento unilateral, eu só nunca quis aceitá-lo.  Apenas sigo e finjo que tudo está bem, mas em alguns dias eu volto a me perder no que ficou no passado, pois o presente aparenta ser importuno demais.  

Eu sei que suporto o passado, mas lidar com ele ás vezes implica na reflexão de se ainda tenho forças para viver com isso mais um dia. Sempre vivo. É como morrer afogada de vez em quando – o desespero está sempre ali e o esquecimento de saber nadar também. Horas depois, desperto na areia e cuspo toda a água que me invadiu e me resta apenas aquela dor estranha que permanece logo após o desastre.

Meus dias favoritos eu descobri pouco tempo atrás. São aqueles em que juro que estou melhor depois de tanto sofrimento. Sinto-me mais vivida e pronta a conhecer todo o mundo. Esses eu os adoro. Afinal sempre estou mais confiante e o sorriso é sincero. São nesses que lembro que estou viva e que o céu parece bem mais gentil.

Infelizmente, eles são raros. Raros e passageiros – se vão rápido demais. Quando eles começam a ficar mais realista, apenas fecho os olhos, pois sei que está na hora de o passado me afogar. Eu me esforço para fugir – juro que me esforço para pensar em qualquer outra coisa, mas em algum momento sei que estou morrendo novamente. Então, apenas deixo acontecer.

Espero tudo me devorar de dentro para fora e espero enquanto me debato. Espero a hora em que irei acordar na praia e cuspir tudo aquilo para fora. Não que a esperança seja o auge desses dias, pelo contrário ela é aquele velho sábio que só aparece vez ou outra para dar uma luz do que devo pensar. O resto do quebra cabeça eu tenho que dar um jeito de montar. Afinal esse parece mais um daqueles caminhos intermináveis da vida.


Blog Widget by LinkWithin
Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Pensar no passado faz bem. Ajuda a não repetir os mesmos erros e a lembrar com carinho do que foi bom. Viver o hoje é fundamental, pq, se pararmos pra pensar, o amanhã é só uma ilusão. Pode nunca chegar.



    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. Olá Ágatha,
    Eu costumava me estressar bastante com lembranças do passado. Mas com passar do tempo percebi que estou melhor agora. Muita coisa não me incomoda mais ou sinto falta. O chato são aqueles momentos pagação se mico que surgem na mente antes de dormir, do nada kkkkk
    Ótimo texto.

    P.S.: Eleanor & Park, também se tornou meu queridinho. Amei.

    tenha uma ótima quarta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  3. Eu também era dessas que se prendia no passado. Fiquei 3 anos me torturando por uma coisa que não podia voltar mais e nem bem me fazia. Mas percebi que me prendendo ao passado, eu não conseguia me dar uma nova chance ao futuro! Adorei o texto! Xoxo' <3
    Não Sou Uma IT! | YouTube | Fanpage | Instagram: @badgal_lilly | Snapchat: badgal_lilly

    ResponderExcluir
  4. Nossa eu me prendia muito no passado e não sei se superei isso completamente não as vezes me pego querendo voltar kkk adorei o texto e me identifiquei muito bem! Seu blog é tão lindo, e eu não poderia sair daqui sem curtir a fã page para não perder mais nada daqui, se puder retribuir o carinho ficaria muito feliz ♥
    lravilla.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Screepeer - 2015. Todos os direitos reservados.
Design Por: Jordânia Queiroz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo