quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Certos momentos

tristeza
Filme Divertidamente

Gostaria de dizer que é engraçado se não fosse trágico. A vida tem dessas, nos melhores momentos há sempre algo ou alguém para tocar com o dedo de dor, onde deveria reinar apenas a alegria.  Talvez, como na animação da Disney: Divertidamente, onde a Tristeza toca nas lembranças felizes de base, as deixando tristes.

Infelizmente, nesse caso, em alguns momentos o que aparece não é a emoção, mas uma dorzinha estranha bem no fundo da alma.  Uma dorzinha difícil de identificar. Afinal, aparentemente não há culpados para julgar. Não há motivos para chorar, mesmo assim há um estranho cutucando algum sentimento bem lá no fundo.

É como em um dia de verão. Um dia ensolarado em que se resolve ir à praia com os amigos, mas de repente até granizo cai do céu. Tudo parece bem, enquanto se pula na água e tenta transformar aquele instante no melhor. Mas, logo a maré começa a tentar te afogar e não há mais como ficar ali.

Foi bom, mas... O “mas” teve que comparecer. Esse cobrir da água que invade tudo e afoga o grau de felicidade que existe. Esse movimento que é impossível de se controlar, ele cobre tudo e está disposto a derrubar tudo o que tentar o enfrentar.

É como perder alguém. Enquanto, estavam juntos tudo era perfeito e na medida, quando a pessoa se vai tudo o que foi bom se transforma. Pode ser para melhor ou pior, depende do caminho de superação que está traçando. O que eu sei, é que no mínimo todas as lembranças do que fora perfeito se tornaram melancólicas demais, no sentido pejorativo.

São lembranças que surgem em meio à felicidade. Aquelas que ficam guardadas pelo tempo e foram tocadas pela melancolia. Em tempos de vitória, mesmo com o maior sorriso que podemos oferecer, são tantas lembranças transformadas que elas se tornam o incomodo. O incomodo que se torna o vazio.


São vitórias, mas ainda falta algo. Algo que, não sei dizer exatamente o que é, mas falta. Não sei se isso misticismo ou paranoia, não obstante que é complicado de não sentir é. É o vazio que surge em certos momentos e quer ficar.
Blog Widget by LinkWithin
Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Oii. Tudo bem?
    Adorei o textinho. Seu blog é lindo e bastante criativo. Visitarei seu blog sempre.
    Um beijo.
    sonhardevaneios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oii. Tudo bem?
    Adorei o textinho. Seu blog é lindo e bastante criativo. Visitarei seu blog sempre.
    Um beijo.
    sonhardevaneios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Lindo o texto e com aquele fundo de verdade que não gostamos de admitir.

    Beijos
    http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amei seu texto! escreve super bem e gostei do fato de vc ter representado com o filme Divertida Mente, pois esse filme mostra o lado profundo das nossas emoções, seja ela a Alegria ou a Tristeza( n sei o nome delas XD)

    ♥ Beijos Gi http://ginabero.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Belo texto e bom paralelo com o filme. Realmente é assim que acontece.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de novembro. Você pode ganhar um livro incrível!

    ResponderExcluir
  6. Olá Ágatha
    Tudo bem?
    Depois de ler seu texto, te entendo perfeitamente, não sei exatamente se você esta falando de si mesma, mas me identifiquei muito <3 isso e tão bom, encontrar alguém que já viveu ou enxerga a vida ou uma determinada situação da mesma forma que você, o dia amanhecer a vida passa, mas por que o "mas"? o que esta faltando? como você mesmo disse em algum momento de felicidade a tristeza sempre retorna com lembranças, como se você tivesse perdido algo valioso demais que não volta não é? eu me sinto assim, e as vezes me pergunta se um dia essa sessação vai mudar!
    Simplesmente amei o seu texto <3
    poste mais, vou adorar *-*
    Beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Agatha! Esse seu texto lindo e reflexivo me lembrou de tantas épocas em que tenho a sensação de que algo realmente falta, como se eu estivesse deixando escapar alguma coisa, algum momento.
    Adorei.

    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto. Muito bom mesmo. E tudo começa a mudar ... sempre... e para sempre....
    Ainda não olhei a animação, mas adoro, então vai para a lista heheh
    Beijoos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Agatha,

    Como sempre seus textos são lindos e falam muito, o comparativo com a animação foi ótimo e com certeza o agora já foi....bjs.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oii! Adorei o texto!! Todo mundo tem essas lembranças que vez ou outra nos pegam de surpresa num momento feliz. É uma droga, né? O importante é não se entregar, chorar um pouquinho, é claro, mas depois viver o momento e tentar fazê-lo feliz.

    eu-ludmilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Comecei a assistir esse filme mas não terminei, acredite.
    Todo mundo fala que eu sou a tristeza e meio que me deu um aperto no coração.
    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Screepeer - 2015. Todos os direitos reservados.
Design Por: Jordânia Queiroz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo