segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Observando



Sabe aqueles minutos antes de amanhecer, onde tudo parece parado? Há expectativas, mas um sentimento de não saber o que pensar. Se observa a paisagem que em alguns minutos estará cem por cento iluminada, e, não se pensa em mais nada além dela. O vento da manhã parece dizer muito, assim como os fenômenos naturais que ocorrem a nossa volta. Ultimamente tenho vivido nesse instante todos os dias. Observando o mundo, mas sem realmente me importar. 
Tentando compreender o que está se desenrolando no céu, mas tentando não pensar no que está na minha cabeça. Pois, eu simplesmente não faço a menor ideia. Só quero permanecer ali, observando. Eu sei que eu tenho que sair da mesma posição e correr para começar mais um dia, não obstante eu não quero. 
Meu maior desejo é ficar observando o sol nascer. O dia se desenrolar. A vida agitada despertar, assim como os carros começarem a rodar. Isso para que o sol comece a se por e tudo a se acender. Alguns irem dormir e outros começarem a viver. E eu poder observar as estrelas mais uma vez, e, depois, o amanhecer. 
Não há muitos sonhos só há vida. São bilhares de carros e o vento está cortante. É como o ônibus que não aparece e estou a tanto tempo parada  no ponto que chego a  associar este com a minha vida. Movimentada e conturbada ao mesmo tempo. Milhares de expectativas, mas com distancias grandes demais. 
Ninguém gosta de olhar por tal ponto de vista, pois parece frio demais. Não obstante, ninguém vê como é viver se sentindo sempre atrás das cortinas. O espetáculo pode nunca começar para mim ali, mas mesmo assim eu fico ali sempre esperando. Observando o mundo acontecer, enquanto espero. 
A vez que nunca chega. O momento que nunca passa. Os sorrisos cotidianos e o vazio que vem depois. Não há muito o que fazer atrás dessas cortinas. Sem dramas, ações, amores e tragédias, pois esta é a minha vida. Não é de muita utilidade, mas ainda estou ali procurando expectativas onde, as vezes, acho que não há. As janelas dessa parecem olhos sombrios. Ninguém quer olhar muito tempo e quando o faz vê demônios demais ali dentro para continuar, então corre. Corre e deseja nunca mais passar por coisas do tipo. 
Ainda estou sentada refletindo sobre como é estar parada, e, sem desejar me mover, pois vagar não é viver. Respirar não significa estar vivo, mas existir. No fundo, eu só não quero sair dali, pois há problemas demais quando se vive na agitação em preto e branco da cidade. É muito barulho e vazio demais dentro de mim. Quero ficar ali, pois quando eu sair terão decisões, pessoas demais, e, nenhum sentido.



Blog Widget by LinkWithin
Comentários
28 Comentários

28 comentários:

  1. Adoorei o texto. Realmente tem dias que eu acordo assim, onde não queria ter responsabilidade, e nem ter que tomar decisões!! Um dia pra mim

    Beijos, Love is Colorful & Sorteio Lentes para Celular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada ;p
      Sonho *0* kkk
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  2. Que texto bonito <3
    Me identifiquei um pouco, várias vezes eu paro pra analisar a vida, procurando o sentido dela, pensando porque não podia ser tudo mais fácil. Mas se eu ficar parada sem fazer nada, eu sinto que to perdendo o meu tempo, que eu deveria estar me esforçando pra conseguir alcançar meus objetivos.

    Bye~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada flor ;p
      Pois é, acho que sempre sou assim kk
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  3. Ai que texto mais perfeito! *o* Minha frase favorita: "Tentando compreender o que está se desenrolando no céu, mas tentando não pensar no que está na minha cabeça. Pois, eu simplesmente não faço a menor ideia." <3
    Beijos.

    www.imperfeitaas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Hey Ágatha
    Belo texto, profundo, bonito
    Não sou especialista, mas acho que você deve estar experimentando o que Platão chamava de felicidade verdadeira, um momento que você espera que não acabe.
    Isso é um pouco da angustia de estar vivo, de tomar decisões e nos responsabilizarmos por elas, buscamos sempre a felicidades e acabamos por perceber que a vida passou e que mesmo especialista em nos dar momentos tristes, nós precisamos aproveitar as coisas boas que acontecem.
    Eu particularmente sou um observador, gosto de tentar entender as coisas e seus porquês.
    É um mundo estranho esse, acho que a unica formula é fechar os e se atirar...
    bjos LP
    quatroselos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee
      Muito obrigadaa, gostei muito da sua reflexão.
      platão *0*
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  5. Adorei o texto! Acho que reflete bem o momento que queremos só observar sem tomar nenhum partido em nada. Talvez isso seja realmente apenas existir, mas viver só porque precisamos fazer as coisas de forma agitada, tomando decisões, com pessoas, barulhos e 'sem sentido' também é só existir. Sei lá...
    Adorei o blog, não tinha visto o antigo layout, mas esse ta bem bonito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigadaa
      Sem duvidas ;p Altas tretas sentimentais kkk
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  6. Obrigado querida :D Sem dúvida que esta foi uma forma que eu encontrei de estar mais próximo de vocês! Num próximo desafio tens de participar <3

    Adorei o texto e revi-me imenso nele :')

    NEW OUTFIT POST: DESTINY!
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto =D
    Acho que em muitos momentos eu estou assim :P
    Um beijão
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. adorei o seu texto, eu acordo assim diversas vezes na semana querendo uma vida mais tranquila só pra pensar e relaxar um pouco hahaha
    Beijos, Um Mundo Em Duas 

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada
      Gosto disso também, ajuda a relaxar
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  9. Olá, Agatha.
    Lindo seu texto. Quem nunca passou por isso? Querer ficar ali só observando para não ter que enfrentar as dificuldades do mundo? Adorei?

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee
      Muito obrigadaa
      Pois é, se esconder só um pouco neh
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  10. "Pessoas demais", ótimo texto.

    http://devoradores2livros.blogspot.com.br/

    Um xero.

    ResponderExcluir
  11. Adorei o texto e super compreendi o que você quis dizer, sei como é.

    Beijos
    http://pimentasdeacucar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. UAAAAAAAAAAAAU,
    Eu fui lendo, me identificando, entendendo, analisando...
    E, cheguei a conclusão que estou passando por isso nesses últimos tempos. Desejamos tantas coisas, mas não saímos do lugar por medo do que iremos enfrentar. Tantas pessoas, tanto caos, tantos problemas que preferimos esperar, existir e não viver e no fim perdemos inúmeras oportunidades por isso.
    É triste, mas é real!
    Beijos, Elaine
    www.elainezanolblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieeeeeeeeeeeeeee
      Sim, isso mesmo. Mil coisas acontecendo e ao mesmo tempo nenhuma é tão complexo e confusooo
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  13. Ás vezes observo o céu e minha mente viaja para outros horizontes, sobre como tudo começou, vai acabar, onde eu poderia estar ou o que poderia ser.
    | A Bela, não a Fera |
    | FB Page A Bela, não a Fera|

    ResponderExcluir
  14. Adorei o texto.
    Esse momento do amanhecer é excelente para gerar reflexões; é inspirador.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro. Serão dois vencedores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigadaa
      Sim, é ótimo pra pensar, ler e escrever kk
      Beijinhos Screepeer

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Screepeer - 2015. Todos os direitos reservados.
Design Por: Jordânia Queiroz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo