sábado, 20 de junho de 2015

Meu tudo por nada!


Eu parei de ouvir quando aquele rapaz apontou ela. Sua pequena frase mudou completamente meu dia, minha semana, meu mês e tudo o que eu ainda sonhava ou lutava. Ele não sabe o quanto suas palavras me feriram , ora como bebi depois, ora como fui ao banheiro só para me isolar. 
Não sou idiota, mas sou curiosa em um nível que pode machucar se eu cavar demais. Eu  sabia que havia seguido seu caminho, não obstante olhar me matou. Poderia dizer que fora o dia que morri e ainda não renasci. 
Agi e senti o que havia prometido nunca mais fazer. Inferior, machucada, impotente, sem palavras. Naquele instante eu não consegui fingir, todo meu muro desabou e risada do rapaz por minha reação quebrou todo o respeito que um dia tivera por ele. O culpei durante certo período, assim como o agradeci, pois fora por ter se metido que consegui seguir em frente. 
Culpar-me é difícil, mas apreendi a reconhecer os tropeços que dou sem perceber. Fora o instante que percebi que era minha culpa o fato de estar com quem nunca poderia ser. Eu havia lutado até ver meu orgulho exposto, não obstante eu achei que valeria a pena, nunca valeu. 
Nunca amei alguém por tanto tempo, ora lutei por essa pessoa, ora me esforcei tanto por algo que quase não durou. Foram alguns meses que foram se perdendo, enquanto eu queria ganhar tempo. 
Quando afirmei para aquele rapaz que havia seguido em frente, ele sorriu e te ajudou com aquela garota. Depois me mostrou e me contou passo a passo. Eu não queria ouvir, mas também não queria admitir isso. Acreditar que voltaria foi deixar o tempo me abraçar, enquanto ficava parada para observar. 
Você fora meu tudo por nada que tive que encarar seguir em frente, mesmo sabendo que eu não fora capaz de agir com a mesma semelhança.
Blog Widget by LinkWithin
Comentários
16 Comentários

16 comentários:

  1. Olá!
    Adorei seu texto, muito bem escrito, parabéns!
    Abraços =)
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo texto. Gostei bastante. E a imagem é muito legal também.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Oi, Ágatha! Tudo bem? Mais um texto seu que adoro. Você escreve tãããão bem, parabéns por mais um belo texto! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amo seus textos, são sempre maravilhosos e muito bem escrito !! Parabéns;

    Beijos
    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownt *_* Brigadinha flor
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  5. Que texto incrível Ágatha, adorei!
    Você escreve muito bem!
    Beijinhos, já estou seguindo o blog!

    www.wonderbooksdaalice.com

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    gostei bastante do texto, deveria escrever um conto sobre ele

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownt *0*
      Brigada pela ideia flor, pode deixar que farei ;p
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  7. Oie Ágata =)

    Com sempre um texto super sensível e bem escrito! Uma ótima forma de começar a segunda-feira ;)

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee,
      Que bom que gostouu *o*
      Beijinhos Screepeer

      Excluir
  8. Amei esse texto, e me identifiquei com a história, a imagem que você usou foi bastante genial :)

    http://agarotasecreta14.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz flor ;p Muitoo obrigada
      Beijinhos Screepeer

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Screepeer - 2015. Todos os direitos reservados.
Design Por: Jordânia Queiroz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo