sexta-feira, 11 de julho de 2014

Metade do meu coração


Hoje, vi o sol nascer e respirei novamente sem você. Escutei minhas músicas no último volume, sem você e ainda assim pude viver. Lágrimas e sorrisos fizeram-me sentir a mim mesma, tal que, sem você vi os carros trafegarem, pela vida na cidade, sem a necessidade de você estar aqui.
Não significa isso que eu não te ame, bem como não significa que parei de me importar, apenas parei de em tudo tentar te encontrar. Tal como, os carros que vem e vão, nesta inconstante oscilação, hoje vivi, mas apenas comigo e o meu presente.
Infelizmente, para você, hoje, só posso lhe entregar a metade do meu coração, porquanto a outra a somente a mim pertence. Bem como minha mente. Isso aprendi com você, e, realmente tento a cada dia fazer que o amor faça parte da minha vida, e, que nunca venha ser ela.
Conforme o vento que vem e vai sem destino, hoje, trafego, a fim de que a minha felicidade venha eu, a então infantil mulherzinha, encontrar. Porquanto, a garotinha resolveu crescer, ainda que ainda acredite em contos de fadas, essa, também conhece as bruxas, ora os falsos príncipes desencantados no caminho. Mas, desses não posso eu reclamar, pois os tais ensinaram-me como os encontrar e como conseqüência, me afastar.
Não te peço desculpas por não conseguir, por mais que eu tente entregar-te todo o meu coração, pois este só pertence a mim e as minhas preces. Uma vez que preciso desse para sentir por mim mesma. O mundo sem você, não parece mais tão cruel, tornou-se apenas o mesmo que com você, a meu ver.

Antes que viesse você para quebrantá-lo novamente, visto que isto fizesse diversas vezes, resolvi guardar um pedaço para mim, porque no meu conto de fadas, a felicidade só aparece em meio à dor de uma inconstante tempestade. Esquecer-te ainda não me é uma opção, não obstante não deixa ser uma probabilidade. Afinal, se conseguiste ensinar-me a não desejar me entregar, não sei mais como devo lhe enxergar.
Blog Widget by LinkWithin
Comentários
2 Comentários

2 comentários:

  1. Olá, vi teu blog no facebook e o título dessa postagem me despertou curiosidade. Adorei o texto que li, você escreve muito bem e consegue passar um sentimento com o texto. Vou passar a acompanhar o blog. Parabéns!!!

    http://recantodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha gostado *--*
      Muito Obrigada ;p
      Beijinhos Screepeer

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Screepeer - 2015. Todos os direitos reservados.
Design Por: Jordânia Queiroz.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo